terça-feira, novembro 25, 2008

TRAM-TRAIN já em testes


Foram prometidos para o início de Setembro, aquando da entrada dos horários de inverno, mas ainda não entraram ao serviço e já estamos em Dezembro.

Diz-nos agora a empresa do Metro que estão em testes e que circulam à noite.

Foram reclamados pela CULP para que se remendasse o ero histórico de substituir as automotoras por um 'eléctrico' urbano numa linha suburbana.

Estas viaturas são mistas, no sentido que têm características de eléctrico (TRAMway) e de comboio (TRAIN) de onde driva o seu nome técnico TRAM-TRAIN. Têm assim mais lugares sentados, mais velocidade de ponta e maior capacidade de passageiros.

Não têm casa de banho, como seria de esperar numa linha que tem nas localidades de Vila do Conde e Póvoa de Varzim, parte significativa dos seus utentes, o que faz com que a permanência destes utentes seja superior a 40 minutos nas suas deslocações diárias para o Porto.

Uma das grandes dúvidas destas viaturas é a existência ou não de prateleiras na parte superior lateral das viaturas, tal como tem as comionetas e comboios, e que muito contribui para o conforto dos passageiros, já que aí podem colocar as pastas e mochilas, ocupando menos espaço quando em pé, e sobretudo permitindo descansar, ler e até trabalhar sem o incómodo de volumes sobre as pernas, quando sentados.

Por fim, espera-se que seja possível encurtar significativamente o tempo de viagem, objectivo que está muito comprometido pela excessivo número de viaturas que circula entre a S.ª da Hora e a estação do Estádio Dragão.

Que entrem em funcionamento rapidamente, que os utentes da Póvoa agradecem e deles estão muito necessitados.

As características do veículo podem ser consultadas na página do Metro


1 comentário:

Popy disse...

http://jn.sapo.pt/paginainicial/pais/concelho.aspx?Distrito=Porto&Concelho=Porto&Option=Interior&content_id=1050320


e que tal esta noticia? passo a sublinhar o que eu acho importante retirar dela: Por outro lado, o expresso "passará a efectuar paragens num maior número de estações", ou seja, um serviço que de expresso já não tem nada por parar em todas as estações a partir da Sra. da Hora em direção ao Dragão, vai tornar-se quase num serviço normal. Uma completa estupidez na minha opinião. O serviço expresso foi criado para dar uma alternativa ás pessoas para chegarem mais rápido ao Porto, mas a confirmar-se esta noticia, qual será a diferença do tempo de viagem de um serviço Expresso e do serviço normal?

Senhores da comissão de utentes, lutem para que isto NÃO aconteça!