quarta-feira, maio 31, 2006

Mais uma discriminação da METRO



Saiu o tarifário social do Metro, mas ao contrário da CP, onde os reformados e pensionistas têm desconto em todos os títulos, incluindo os bilhetes simples, na Metro apenas têm desconto nos passes mensais.


Ora como estão excluídos do tarifário social aqueles e aquelas cujos rendimentos são superiores ao salário mínimo, aqueles que têm as pensões mais baixas estão excluídos dos descontos, a não ser que vão passear à baixa.




Uma viagem de ida e volta ao Porto (Z6), fica agora para o reformado/pensionista 2*1,85=3,7€ quando se viajasse na CP ficava-lhe por apenas 2*0,7= 1,4€ ou seja, fica para cada ida ao Porto mais caro 2,3€ 460$00 na moeda antiga, e um agravamento de 164%.

Apenas para aqueles e aquelas que façam mais de 7 viagens mensais de ida e volta, o passe mensal compensa, mas mesmo assim é mais caro 1 € face ao comboio.

Assim e mais uma vez, a Metro discrimina e piora as condições dos utentes da linha da Póvoa face às restantes linhas da CP, e por conseguinte, às anteriores condições oferecidas pela CP.

Tudo em favor de um transporte Intermodal 'ANDANTE' que a maior parte dos utentes da linha da Póvoa não solicitou, não quer, não usa ou não tem disponível.

é caso para perguntar, Foi você que pediu um andante?

1 comentário:

Carla disse...

Segundo informação que me foi transmitida, este novo tarifário ainda não se encontra em vigor... A confirmar-se a Metro do Porto utiliza publicidade enganosa, defraudando interesses e expectativas legítimas dos consumidores...