sexta-feira, fevereiro 24, 2006

Um Prémio para quem advinhar...


de que sítio foi retirado este trecho de texto sobre as viaturas que saíram da linha da Póvoa.

"Estas unidades fueron construidas por la firma Alsthom en 1976 / 77, las mismas poseen transmision electrica, estan construidas para el servicio suburbano, y su trocha es 1000 mm, los frenos son Wabco. La potencia nominal de cada dupla es de 550 hp, posee un motor de Seis cilindros Saurer. Las medidas decada dupla son de 38,5 metros de largo por 3,8 de altura por 2,7 metros de ancho.
La velocidad maxima de las mismas son de 90 kilometros por hora, la capacidad de pasajeros es de 117 sentados y de 56 a pie por dupla.Tipo de acoplamiento Schafemberg (como utilzan nuestros subterraneos).
Posee 8 puertas de accesos por duplas, con furgon maletero y dos baños. Sistema automatico de Puertas con cierre neumatico. Se enclavan cuando el tren supera los 10 kilometros/hora, lo que impide su apertura con la formacion en movimiento. Tiene extincion automatica del Motor en caso de Incendio y frenos de emergencias en cada coche. Las puertas entre coches son con cierre automatico, tiene ventanas de seguridad y cortinas parasol.
Estas duplas tienen la particularidad de poseer compatimientos de primera y segunda clase con calefaccion y la posibilidad de serle incorporado el aire acondicionado central. Las mismas pueden ser utilizadas en mando multiple de hasta tres unidades dobles.
Segun pudo informarse ERF a través de sus corresponsales en Portugal estas unidades fueron muy fieles a los servicios ferroviarios en ese pais haciendo no solo servicios urbanos, sino interurbanos. "


repararam nas cortinas, nas duas casas de banho, no compartimento 'maletero', na velocidade máxima de 90 km/h, na tracção eléctrica ...


Uma ajudinha com esta fotografia.

Repararam no número de lugares sentados e de pé por cada unidade dupla? agora multipliquem pelas três que cada composição pode comportar?

117 * 3 = ========= 351 lugares sentados!!

quantos têm as duas unidades do Metro?


Apenas 56 * 2 = 112


NOTA:- O nosso amigo Emídio Gardé não pode concorrer, pois foi ele que nos enviou o sítio. O nosso agradecimento. São os nossos amigos que nos fazem grandes.


3 comentários:

Pacheco Ferreira disse...

Caros Amigos

Hoje fiz um link para o vosso blog.

Parabéns e coragem.

Quanto à resposta ao vosso passatempo penso ser de um Jornal Argentino.

As locomotivas e as carruagens vão substituir material circulante argentino que foi vandalizado em Dezembro do ano passado.

Portugal já tinha vendido à Argentina, em Junho do ano passado, por 3,8 milhões de euros, 17 automotoras a diesel, de via estreita e da série 9600, que tinham sido desactivadas da linha da Póvoa.

Onde posso levantar o prémio?

Um abraço.

J.J.Silva Garcia disse...

Recomendação apresentada pelos Vereadores Socialistas na reunião da Câmara Municipal da Póvoa de Varzim, em 20 de Fevereiro de 2006.

Considerando,

I. que se encontra anunciado para o próximo mês de Março a entrada em funcionamento integral da Linha Vermelha do Metro do Porto;
II. que as notícias vindas a público relativas às condições de operação, nomeadamente sobre tempo de duração da viagem, carruagens a utilizar, tarifário a praticar, têm causado sérias preocupações aos utentes daquela linha, em particular aos residentes na Póvoa de Varzim;
III. o elevado número de munícipes que diariamente se deslocam ao longo do percurso daquela linha;
IV. que a Autarquia não se pode excluir de ter um papel interventivo num problema que afecta muitos dos seus munícipes;
V. que se torna necessário dirigir àqueles cidadãos uma palavra de apoio;
VI. que o Presidente da Câmara da Póvoa em 1998 se colocou ao lado dos poveiros utentes da linha da Póvoa na defesa da electrificação da linha, da construção da via dupla, na diminuição do tempo de trajecto e na manutenção de índices de conforto, reivindicações que mantêm actualidade.

Os Vereadores do Partido Socialista RECOMENDAM ao Executivo Camarário que desenvolva iniciativas no sentido de serem sensibilizadas as entidades competentes (Metro do Porto, SA e Governo) com vista a:

1. garantir e acelerar o processo de compra dos veículos de maior capacidade (Tram-Train), mais confortáveis e melhor apetrechadas, que adaptem convenientemente ao serviço suburbano, evitando a degradação do serviço resultante da substituição do comboio por viaturas urbanas;

2. que seja assegurado um sistema de exploração que proporcione um transporte rápido, e seguro com a realização de comboios directos e semi-directos, de molde a que seja prestado um serviço em melhores condições do que aquelas que eram asseguradas pelo comboio;

3. Que o tarifário a implementar na linha da Póvoa salvaguarde o equilíbrio entre o interesse dos utentes e da população em geral (evitando aumentos de tarifários exagerados e contemplando as situações relativas a idosos e estudantes vigentes na CP e outros operadores públicos de transportes) e as receitas da empresa do Metro do Porto;

4. Que sejam criadas condições de atractividade por este meio de transporte, nomeadamente através de implementação de parques de estacionamento ao longo do percurso, tendencialmente gratuitos e construção de abrigos nas paragens que assegurem conforto, higiene e protecção das intempéries e excesso de calor.



Os Vereadores da Câmara Municipal da Póvoa de Varzim
J.J.Silva Garcia
João Sousa Lima
Isabel Graça

Póvoa de Varzim, 2006.Fevereiro.20

Comissão de Utentes da Linha da Póvoa disse...

Caro Pacheco Ferreira,

Obrigado pelo link e pela divulgação do nosso blogue e pelas palavras encorajadoras.

Esta causa necessita de ser ampliada para fazer corar de vergonha todos os responsáveis por este crime que fizeram aos vilacondenses e poveiros.

Quem sabe se no futuro darão mais ouvidos aos cidadãos...


Quanto ao passatempo, lamento dizer que esteve lá muito perto, até referiu a notícia, mas perguntava-se o sítio, e o sítio é o da revista electrónica (e-zine) REPORTERO FERROVIÁRIO na sua edição extra n.º5.

A notícia também não se refere à última venda da CP para substituir os comboios vandalizados pelos argentinos, em desespero pelos contínuos atrasos dos mesmos, mas refere-se à apresentação com pompa e circunstância daquelas 17 automotoras com gerador a díesel, de via estreita e da série 9600, que muito bem indicou, e que são parte das que circulavam na linha da Póvoa.

o sítio é:

http://www.erf.com.ar/2005/17052005e.htm

e tem duas fotografias do interior que são eloquentes quanto ao conforto das mesmmas.

Valeu o esforço e um dia destes receberá um abraço merecido da CULP.